Pesca na Prainha

Los_sobrevivência

Logo-marca da sos sobrevivência

Em 04 de Abril de 1993 4 bravos pescadores e 2 mulheres saíram da Prainha do Canto Verde numa despedida emocionante da população e de pescadores de todo Ceará para enfrentar 3 mil kilometros até chegar ao Rio de Janeiro após 74 dias de sua partida. Pelo mar e por terra eles articulavam pescadores de todo o litoral para protestar contra a pesca predatória da lagosta.

“Lamentamos que apesar deste esforço e da luta dos pescadores do Ceará hoje a situação da pesca da lagosta piorou de tal forma que a lagosta se encontra a beira do colapso, pois esta entrando em extinção já que sustenta mais de 10.000 pescadores”.

O Ex-Presidente Lula, e o Ex-Ministro de Pesca Altemir Gregolim, e o Ex-Ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, que assumiram as suas responsabilidades de impedir a pesca ilegal da lagosta, especialmente os barcos de compressor que utilizam as marambaias (latas de ferro, que poluem o mar) e produtos tóxicos que impede os pescadores a executarem a sua atividade.

Veja mais informações sobre o problema da pesca da lagosta no site:  www.terramar.org.br

Jangadas na Prainha do Canto Verde

Jangadas e pescadores na Prainha do Canto Ve